Saudações faéricas!

O dia começou chuvoso, mas alguns minutos depois, o brilho do Sol despertou a alegria e algazarra dos pássaros, abelhas e libélulas. Tudo ficou mais colorido. Nesta minha última exploração encontrei uma roseira tão perfumada! Havia muitos gafanhotos pela grama, que ao caminhar por ela, eles pulavam para o mais longe possível. As libélulas, com suas asas cintilantes, voavam pelo céu nublado e banhavam-se da luz solar. Muitos musgos e liquens sobre cascas de árvores. Algumas borboletas amarelas ansiando pelo néctar das flores. Flores silvestres por todos os lugares, tão pequenas e despercebidas, mas tão incríveis e grandiosas para as abelhas, outros insetos e para o meu olhar que se encanta com tão “pouco”. O jambo ainda não tinha flor e nem fruto. O ipê rosa estava todo verde… Tudo bem, pois por mais que eu visite o mesmo lugar, eu sempre vou encontrar algo novo. Esse é um dos ensinamentos que aprendi ao observar a natureza e o céu.


Uma abelha foi o primeiro ser que avistei e por isso senti-me muito bem recebida e acolhida (amo abelhas!). Esta é da espécie “honey bee”, carrega o nome científico de Apis mellifera. Ela estava voando por esta florzinha silvestre tão miúda!


Havia uma aranha verde, acredito que devia ser uma jovem aranha que ainda não passou por algumas ecdises até se transformar em uma aranha adulta. Achei muito bonito esse tom de verde! Seria incrível se mantivessem esta cor. Verde é uma das minhas cores favoritas.


Gotinhas da chuva que parecem descansar sobre as folhas.


Uma libélula vermelha, que me parece ser da espécie Sympetrum fonscolombii, banhando-se da luz solar.


Senhor gafanhoto que estava na roseira. Eles gostam muito dessas plantas, pelo o que já observei.


Eu caminhei entre os matinhos a procura de conseguir registrar uma borboleta amarela linda. Desta forma, muitas sementes acabaram agarradas na minha saia e elas fizeram de mim uma dispersora. Obrigada por esta missão tão nobre!


Encontrei um ninho de passarinho no chão. Dentro dele havia uma pena bastante molhada, por causa das chuvas. Isso me leva a pensar que a reprodução destas aves foi finalizada com sucesso e há mais passarinhos por aí para alegrar as manhãs com o seu canto e beleza.

Obrigada pela visita ♡